Conheça os tipos de manutenção

Tradicionalmente, podemos elencar 6 tipos de manutenção, que se diferenciam pela natureza das atividades, que por sua vez podem ou não ser planejadas. Na Figura abaixo, podemos ver como os tipos de manutenção são definidos.

tipos de manutenção

1 – Manutenção Preventiva (PM)

A manutenção preventiva, dentre os tipos de manutenção, se destaca por manter o nível dos equipamentos, programando intervenções periódicas a fim de reduzir as deteriorações dos equipamentos. A manutenção preventiva combina os métodos com base no tempo e nas condições para manter o equipamento funcionando e a partir das intervenções ela consegue manter o desempenho dos materiais estruturais, previne a corrosão, a fadiga e outras formas de deterioração. Uma característica importante deste tipo de manutenção é que a inspeção ou intervenção no equipamento é feita periodicamente mesmo que ele não problemas.

2 – Manutenção de Parada (BM)

A manutenção de parada também é chamada de manutenção por melhoria ou prevenção de manutenção. São paradas ou grandes paradas de equipamentos que tem como objetivo fazer com que os mesmos atinjam o estado de novo. São feitas revisões e reparos em todos os itens de forma a assegurar, com alta probabilidade, um bom desempenho do equipamento por um longo período de tempo.

3 – Manutenção Corretiva (MC)

O conjunto de atividades destinadas a corrigir defeitos encontrados em diferentes equipamentos é a característica da manutenção corretiva, onde ela começa com os usuários ou operadores do equipamento relatando defeitos e comunicando ao planejamento do departamento de manutenção, que que por sua vez, providencia um técnico especializado para fazer a correção devida do problema.

4 – Manutenção de Quebra (MQ)

Diferentemente do tipo de manutenção planejada, a manutenção de quebra, está entre os tipos de manutenção onde não há planejamento de atividades. Isto significa que o intuito é deixar o equipamento operar até o mesmo quebre para então consertá-lo. A manutenção de quebra é aplicada quando as falhas não afetam significativamente a operação, produção ou não geram qualquer perda financeira.

5 – Manutenção Baseada no Tempo (TBM)

A manutenção baseada no tempo consiste na inspeção visual, lubrificação, limpeza do equipamento e na substituição de peças para prevenir as falhas repentinas e os problemas de processo. Estes tipos de manutenção geralmente não exigem especialização, podendo ser realizadas pelos próprios operadores mediante um treinamento básico. No TPM, ela faz parte das atividades de manutenção autônoma e da manutenção especializada.

6 – Manutenção Baseada nas Condições (CBM)

Como implica o próprio nome, a manutenção baseada nas condições é desencadeada pelas condições reais do equipamento mais do que pela transcorrência de um intervalo de tempo pré-determinado. A principal ferramenta utilizada aqui é a manutenção preditiva e ela consiste em coletar e reportar informações que se baseiam em certos valores conhecidos dos equipamentos. Alguns exemplos são: coleta da temperatura através de termografia, análise da vibração através da utilização de acelerômetros e análise da qualidade do óleo em laboratórios. Com o monitoramento constante, é possível intervir nos equipamentos assim que as variações são detectadas, de forma a corrigir as falhas antes que o equipamento quebre. Estes tipos de manutenção exigem conhecimentos técnicos avançados da equipe e geralmente é terceirizado por empresas especialistas em cada segmento.

Deixe um comentário

WhatsApp chat